sexta-feira, 11 de junho de 2021

As coisas boas da vida




As coisas boas da vida


A boa poesia,
Está no verso por declamar.

A boa música,
Está na partitura por tocar.

A boa comida,
Está na receita por confecionar.

O bom golo,
Está no penálti por marcar.

A boa casa,
Está no projeto por desenhar.

A boa frase,
Está no livro por escrever.

Lara Oliveira, 8.º C

 

Antologia do Concurso de Poesia Interescolas de Gaia


Caros leitores,

A Biblioteca do Agrupamento convida-vos a  apreciar os poemas premiados no Concurso de Poesia Interescolas de Gaia.

https://www.calameo.com/books/004812058ada375ff4be3

quarta-feira, 2 de junho de 2021

Venha tomar café com


Palestra - “QUE SE PASSA NA ANTÁRTIDA, QUE CONSEQUÊNCIAS PODE TER PARA NÓS?”

4 de junho, 21 horas

A próxima videoconferência Venha tomar café com realizar-se-á no próximo dia 4 de junho, pelas 21 horas com o Professor José Xavier, Docente do Departamento de Ciências da Vida, da Faculdade de Ciências e Tecnologia, da Universidade de Coimbra e Cientista Polar, com mais de dez expedições à Antártida, que nos irá falar sobre os acontecimentos que ocorrem nesse local tão distante e que implicações têm em todo o Planeta Terra. O tema da tertúlia é: "Que se passa na antártida, que consequências pode ter para nós?".

Esta é mais uma atividade dinamizada pela Biblioteca Escolar e pelo Clube de Ciência Viva.

Participe! 

Inscrição aqui

Contamos com a presença de todos: Alunos, encarregados de educação, docentes, pessoal não docente.

Posteriormente, será enviado para o email de todos os que procederem à inscrição, o link para a ligação, por videoconferência.


domingo, 30 de maio de 2021

Paisagem

Paisagem


Verdejante prado sem fim,
onde me sinto feliz.
Cheio de flores de cor carmim,
é o lugar que sempre quis.

Nele a alegria não para,
sempre a brincar e a correr.
É aí que eu passo os meus dias,
do nascer ao entardecer.

Maria Gomes – 8.º A

Igualdade de género

Igualdade de género


A Igualdade entre Mulheres e Homens ou Igualdade de Género significa igualdade de direitos humanos, oportunidades de participação, reconhecimento e valorização de mulheres e de homens, em todos os domínios da sociedade: político, económico, laboral, pessoal e familiar.

Durante muito tempo, a mulher foi afastada do acesso à educação, de trabalhar fora de casa e de ter autonomia sobre si mesma. Quando as mulheres estavam solteiras, ficavam sob o domínio dos seus pais ou tutores legais. Depois de casadas, tinham que obedecer aos maridos.

No século XVIII várias feministas, como Mary Wollstonecraft, começaram a combater  a injustiça e a situação imposta contra as mulheres. No fim do século XIX e início do século XX, as mulheres começaram a organizar-se em protestos com a finalidade de lutar pelo direito à participação política. Nesse tempo, as mulheres pobres já tinham o direito de trabalhar fora de casa nas sociedades ocidentais. No século XX, as prioridades do movimento feminista voltaram-se, primeiro, para a inclusão da mulher de classe média no mercado de trabalho e a conciliação da vida profissional com a vida matrimonial. Muitas conquistas surgiram nesse período, como os direitos das trabalhadoras como a licença à maternidade. A partir de 1960, o feminismo voltou-se para a libertação sexual feminina, ao mesmo tempo que mulheres negras conciliavam a luta contra o racismo com o feminismo, surgindo assim o feminismo negro.

Atualmente, os movimentos feministas ganham voz, principalmente nas redes sociais, mas a desigualdade persiste. A mulher ainda é tratada de maneira desigual em relação ao homem. Os espaços políticos, académicos, científicos e sociais continuam dominados por homens, que são a maioria em número na sua ocupação. Os homens são a maioria também em cargos de chefia, além de ganharem uma média salarial mais elevada para desempenharem a mesma função que as mulheres, mesmo que estas possuam estudos e qualificação iguais. A tendência é que a voz dos homens ainda seja mais ouvida que a voz das mulheres e que elas tenham que se esforçar mais do que eles para obterem aquilo que pretendem.

Embora tenhamos assistido a um enorme progresso nos direitos das mulheres ao longo das últimas décadas, como a abolição de leis discriminatórias e o aumento do número de raparigas que frequentam a escola, continua a haver uma significante desigualdade entre o homem e a mulher.

Carolina Coelho – 8.º A

Tempo

Tempo


Nos dias de sol
saímos para brincar
ouvimos os pássaros a cantar
e os cães a ladrar.

Nos dias de chuva
ficamos em casa
as gotas cristalinas
batem no vidro e ficamos a pensar:
Volta sol para me alegrar

David Frias – 8.º C

A chegada do verão...



A chegada do verão…


Estamos às portas do mês de Junho! O calor e o bom tempo começam a fazer-se sentir e as férias estão a chegar.

Assim sendo, vou ocupar o meu tempo livre da melhor forma possível e aproveitar estas férias para praticar as mais diversas atividades ao ar livre. 

Gostava de ir à praia, ao cinema, dar  uns passeios com os meus pais e visitar o museu do holocausto que abriu muito recentemente na cidade do Porto. É uma parte da história do mundo que, apesar de ser triste e trágica, me suscita muita curiosidade.

Irei passar alguns dias do meu período de férias, em Braga, junto dos meus avós.  

Infelizmente, este ano ainda não poderemos festejar o São João da forma que queremos. Não poderá haver a tradicional sardinhada em família e a festa nas ruas muito menos.

Ainda não é desta que vamos tirar os “martelinhos” de São João da gaveta! 

Gonçalo Soares – 8.º C

Praticar desporto

Desporto


“Porque devemos fazer desporto?” e “Eu já me sinto bem com o meu corpo!” são exemplos das inúmeras expressões ditas por muitas pessoas.

Além de fazer bem à saúde e “melhorar” a nossa aparência física, fazer exercício físico alivia o stress e liberta-nos dos nossos problemas. Uma simples visita de uma hora ao ginásio ou uma corrida matinal perto da praia, podem fazer uma enorme diferença no estado psicológico de uma pessoa.

Aqueles que sofrem de obesidade podem começar por deixar de acreditar em remédios duvidosos que aparecem nos anúncios de televisão. Fazer dieta não é “comer salada”. Dieta é melhorar em todos os aspetos as nossas refeições e praticar desporto. 

Desporto não é “inscrever-se no futebol/basquete etc.” Praticar desporto é realizar exercícios adequados ao nosso corpo para fazer perder peso ou criar massa muscular.

Eu pratico desporto desde pequeno e, provavelmente, é essa a razão de estar em forma e ser saudável.

Às vezes, temos problemas em casa, no trabalho ou na escola. Se praticarmos  desporto, esquecemos todos esses problemas e sentimo-nos bem com nós próprios.

Afonso Barbosa – 8.º C


A Terra

A Terra



A Terra é muito especial,
Pois é a nossa casa!
Como ela não há igual,
É como um passarinho com asa.

Temos de reciclar,
Para o planeta salvar,
Nenhum ser vivo matar,
Para na Terra continuar a habitar.

Sem ela não vivemos,
Por isso temos de a ajudar,
Sem poluir o ambiente,
E sem ecossistemas degradar.

Afonso Correia – 8.º B

sexta-feira, 28 de maio de 2021

7 Dias com os média - III e IV

 7 DIAS COM OS MÉDIA

(mais trabalhos de alunos)

No âmbito da 9.ª edição 7 dias com os média, a Biblioteca Escolar da Escola Soares dos Reis, com a colaboração das disciplinas de Tecnologias de Informação e Comunicação, Português, Francês, Inglês e Cidadania e Desenvolvimento, convidou os alunos a fazer uma reflexão sobre a importância e o impacto causado pelo uso dos média e o modo como contribuem para a perceção e conhecimento do mundo, durante o período de confinamento devido à Covid-19.

Esta atividade foi desenvolvida com recurso à ferramenta www.wordart.com.

Projeto Escola Amiga da Criança 2020

 
 Diploma e Placa do Projeto Escola Amiga da Criança 2020

A Escola Básica Soares dos Reis foi distinguida em 5 Projetos 🙏🌻

Obrigada a todos os professores envolvidos e ao nosso Psicólogo pela sua importante ajuda. Avancemos para a 4.ª edição 👍

segunda-feira, 24 de maio de 2021

Venha tomar um café virtual com...



A próxima videoconferência Venha tomar café com … realizar-se-á no próximo dia 28 de maio, pelas 21 horas. 

O Professor Manuel Salgueiro da Silva, Investigador e Professor no Departamento de Física e Astronomia, da Faculdade de Ciências, da Universidade do Porto, o tema "ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS''. E AGORA?"

“Práticas, Representações e Atitudes face aos Resíduos e à Reciclagem", por Luísa Schmidt

 Os Portugueses e a reciclagem

Evento online

Vai realizar-se, no dia 26 de maio, pelas 10h, o evento intitulado “Práticas, Representações e Atitudes face aos Resíduos e à Reciclagem”, coordenado pela professora Luísa Schmidt.

QUE DESTINO ESTÃO OS PORTUGUESES A DAR ÀS SUAS EMBALAGENS?

COMO PERCECIONAM OS SEUS MATERIAIS E QUAL A SUA SATISFAÇÃO COM O SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS QUE LHE É PRESTADO?

Novos modelos de gestão, incentivos, conveniência ou comunicação – que fatores podem impulsionar uma maior adoção de práticas de separação de embalagens para reciclagem?
Este olhar sobre os portugueses traça uma visão de como desenhar novas estratégias que impulsionem o aumento da reciclagem, mas também a mobilização geral da população para as práticas de sustentabilidade ambiental.

 

Consulte o programa e inscreva-se! Contamos a sua presença.