segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

"HOJE EM DIA"


"Hoje em dia"

Nos últimos tempos, quando passeio por praias ou por parques, tenho notado uma certa “desaprendizagem”, por parte das crianças e dos jovens da minha geração, e sinto também um pouco de despreocupação e ingenuidade, por parte dos pais.
Digo isto porque cada vez ouço mais barbaridades. Por exemplo, quando ouço uma criança a dizer ao pai:
̶ Olha uma gaivota! - apontando para um pombo! Isto num dos casos mais extremos. Ainda assim, todos os dias, sempre que vou passear para estes locais, ouço mais coisas deste género.
Os pais, ingenuamente, também não sabem e não se preocupam muito com este tipo de informações. Por vezes, chego a pensar: será que esta geração vai ter capacidade para lidar com certos problemas?!
Claro que não estou a dizer que crianças pequenas tenham de saber como uma planta realiza a fotossíntese ou como as aves migram! Porém, a meu ver, um pouco de cultura geral, de conhecimento acerca do mundo que nos rodeia também não faz mal a ninguém...
Se hoje em dia os pais incentivassem mais certos comportamentos ambientalistas e não se limitassem a deixar os filhos a jogar videojogos, ou a dar-lhes um "tablet" com a "Porquinha Peppa" às refeições, para não os "chatearem", passassem mais tempo à beira-mar, ou colocassem mais programas educativos em vez de desenhos animados... Talvez a nossa geração não tivesse de fazer tantas greves por mais ações ambientalistas e ecológicas, por parte do nosso governo, pois o povo tem uma grande influência nos comportamentos que vão ser adotados por quem nos governa... Talvez até alguns pais, pertencentes ao Parlamento, fizessem o que referi acima!
Na minha opinião, o grande problema, desde há uns anos, é que as gerações dos nossos pais e avós pensavam que o que estavam a fazer, mesmo que trouxesse grandes consequências, ainda demoraria muitos anos a chegar.
Contudo, estas evoluíram de tal forma que "já nos estão a bater à porta e a entrar pelas janelas!".
Neste momento, após tudo isto, só resta à nossa geração lutar pelas medidas governamentais, para reverter os males que já foram feitos, partilhar e ensinar as soluções para o que não está bem!

David dos Santos Cabral, n.º 5, 9.º C

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Entrega dos Quadros de Mérito e de Excelência 18/19


Entrega dos Quadros de Mérito e de Excelência -  2018/2019


No dia 13 de dezembro de 2019, às 21:00h, no Pavilhão Desportivo Municipal de Vila Nova de Gaia, teve início, com o discurso da nossa querida Diretora, Dra. Manuela Machado, uma linda cerimónia. Seguiu-se a intervenção da Dra. Marina Ascensão, Vereadora da Educação, na Câmara Municipal deste concelho.
Neste evento, que só foi possível com a dedicação de todos, estiveram  ainda presentes: o Presidente da Junta de Freguesia de Mafamude e Deputado à Assembleia da República, Dr. João  Paulo Correia;  a Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas Soares dos Reis, Dra. Helena Afonso; o Presidente da Cruz Vermelha (Delegação de Gaia), Dr. António Santos Machado; todos os docentes da Direção Executiva; professores; assistentes operacionais...                    
Os melhores alunos, que se esforçaram muito para chegar até aqui, receberam, neste belíssimo dia, uma das melhores recompensas a que um aluno pode aspirar: o diploma do Quadro de Mérito e/ou de Excelência. Estavam acompanhados pelos Diretores de Turma, que tiveram o privilégio de proceder à entrega dos diplomas.
Podemos dizer que a Escola estava lá "em peso", pois este ano foi uma fonte de inspiração e conquistas para a nossa comunidade.
A cerimónia continuou com a entrega dos diplomas aos alunos que nos vão “abandonar” no final deste ano letivo e aos que integraram o Quadro de Excelência. Seguiram-se as crianças que vieram das escolas do primeiro ciclo.
Depois, foi a vez dos restantes discentes (segundo e terceiro ciclos, respetivamente).
Houve momentos de expressão artística, quando  os olhos dos pais e familiares dos nossos queridos colegas ficaram deliciados com a exibição de danças contemporâneas, levadas a cabo por alguns alunos.
A linda voz de uma das nossas crianças ecoou no Pavilhão e “derreteu” o coração de todos.
No final, todos os amigos da nova turma e/ou da turma antiga se juntaram na entrada para reavivar as memórias dos bons tempos passados na nossa escola.
Na entrada, existia um bar onde se vendiam bebidas, batatas, cachorros e o melhor bolo que eu já provei.
Depois desta experiência incrível, com o orgulho estampado nos rostos, os alunos levaram, para casa, o  seu diploma.  


Sara Pinho, 7.º A

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Obesidade infantil - menos é mais

A Fundação Couto tem como um dos seus principais objetivos promover hábitos de alimentação saudáveis, e é no âmbito deste compromisso que pretende contribuir para o desafio nacional que é a prevenção da obesidade infantil.
Desta forma, apresentou o projeto “Obesidade infantil- menos é mais” ao Donativo Missão Continente 2019-2020.
A votação online nos projetos submetidos decorre até dia 19 de dezembro de 2019 no sítio web da MISSÃO CONTINENTE – https://missao.continente.pt/obesidade-infantil-menos-mais

VOTE!! AJUDE A FUNDAÇÃO COUTO A TER UM PROJETO VENCEDOR!!   

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Cidadania - Entrevistas

ESCOLA BÁSICA DE SOARES DOS REIS
Vila Nova de Gaia

TRABALHO DE CIDADANIA

Entrevistas sobre o trabalho infantil e a diferença salarial entre géneros
7.º Ano Turma A
Joana Cabral, Maria Miguel Gomes., Beatriz Coimbra, Sara Pinheiro e Ivo Subtil

Feira de Natal

FEIRA DE NATAL

Amanhã, terça-feira, dia 17, vai ser realizada no Polivalente uma Feira de Natal, pelos alunos do 9.º B. O dinheiro desta Feira destinar-se-á à viagem de finalistas.
Neste evento, serão vendidos presentes e decorações de Natal, tais como: conjuntos de velas decoradas pelos alunos, cestos de tricô, gessos de Natal perfumados, catos natalícios e muito mais!
Haverá, também, biscoitos de gengibre, refrigerantes e bolos - vem deliciar-te com estas doçuras.
A turma do 9.º B fica à tua espera!

Ana Alves; Filipa Silva e Luana Correia

Venha tomar café com ... a química

VENHA TOMAR CAFÉ COM… A QUÍMICA

No dia 27 de novembro de 2019, pelas 21 horas, decorreu na Escola Básica Soares dos Reis uma palestra subordinada ao tema «A química está em todo o lado», proferida pelo professor João Paiva, à qual eu tive oportunidade de assistir, na companhia do meu avô.
Eu gostei da sessão, apesar de não ter compreendido tudo muito bem, porque só este ano é que comecei a frequentar a disciplina de Físico-Química.
Vou enumerar, de seguida, os pontos que me fizeram gostar da palestra:
1)      A simpatia com que serviram os convidados que, para além do café, conforme consta no convite «Venha tomar café com…», também tiveram a oportunidade de saborear bolachas e bolinhos caseiros.
2)      As experiências de Física e de Química realizadas por alunos do 9ºano, tal como o enchimento de um balão sem ter de soprar, uma experiência com eletricidade e outra que provocou uma grande labareda.    
3)      Um momento de poesia sobre a química, acompanhado à viola, mostrando que a química também se pode aprender através da poesia.
4)      As explicações do professor João Paiva sobre o modo usado pelos pirilampos para namorar, através das suas luzes; sobre o Big Bang e sobre a matéria de um átomo.

Espero que nos próximos anos já consiga compreender melhor estes conceitos e que possa encontrar a química na escola, na rua, em casa… e em todo o lado!
Gil Pina (7.ºA, N.º 8)

Natal



Natal

Nesta altura do ano,
Existe um dia especial.
O dia 25 de dezembro,
O dia de Natal.

O Natal está a chegar
Há ruas enfeitadas,
Repletas de luzes a brilhar
E crianças entusiasmadas.

A família reunida
Numa noite de magia,
Desejo a todos um Natal
Cheio de alegria.

Lara Sofia Oliveira (7.º C, N.º 16)

O Natal aos meus olhos

O Natal aos meus olhos!

No Natal tudo é mágico!
Se me perguntassem, diria,
Como qualquer criança,
Que do que mais gosto
São os presentes.

Mas, hoje em dia!
A vida fez-me acordar!
Fez-me perceber,
Que num mundo imenso
Há mais coisas..
E muito mais importantes!

Presentes são meros excedentes,
Que alegram qualquer um!
Mas, na vida,
há algo muito especial.
Um dia irás perceber que
estar rodeado por quem mais amas,
é o mais importante.

Dá mais valor ao Natal!
Tenta vivenciá-lo de outra forma!

Leonor Loureiro
7.ºC, N.º 17

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Concurso Árvores de Natal Recicladas


No âmbito do Projeto Eco-Escolas, está a decorrer o Concurso "Árvores de Natal Recicladas", de acordo com as Regras que aqui se apresentam.
Podem participar, nesta iniciativa, Pais e Encarregados de Educação, Professores e Pessoal não docente
A apresentação dos trabalhos deverá ser feita até ao dia 16 de dezembro, no PBX da Escola Básica Soares dos Reis, acompanhada de um formulário de inscrição disponível no mesmo local de entrega.
Regras do concurso
 A apresentação dos trabalhos deverá ser feita até ao dia 16 de dezembro, no PBX da Escola Básica Soares dos Reis, acompanhada de um formulário de inscrição (disponível no PBX).
  1. As árvores de Natal terão de ser construídas predominantemente a partir de materiais recicláveis, respeitando a altura mínima de 20 cm e máxima de 30 cm, da base ao topo.
  2. Cada participante não poderá ter mais do que uma árvore de Natal reciclada a concurso.
  3. Cada participante ficará responsável por recolher o seu trabalho a partir do dia 12 de janeiro de 2020 no PBX da escola.
  4. A cada árvore de Natal reciclada, apresentada a concurso, será atribuído um número, consoante a ordem de inscrição. A árvore deverá estar identificada, na base, com o nome do participante (e o nome e turma do educando, no caso de EE).
  5. A votação decorrerá a dois níveis distintos: uma por parte dos alunos e outra por um júri.
  6. A votação dos alunos decorre na Biblioteca Escolar no último dia de aulas do 1º período.
  7. A votação do júri, que será composto por três pessoas, nomeadamente uma representante do Eco-Escolas, e dois professores de Educação Visual (2º e 3º ciclos), decorrerá no dia 17 de dezembro.
  8. O/a vencedor/a receberá comunicação telefónica por parte da escola.
  9. A árvore de Natal mais votada pela comunidade e pelo júri receberá um prémio, a definir.

Campanha de recolha de alimentos


Campanha de
recolha de alimentos

Numa iniciativa de três Associações de Pais do nosso Agrupamento, está a decorrer, desde dia 9 de dezembro, uma Campanha de recolha de alimentos, para as famílias mais carenciadas do Agrupamento.

Pede-se a todos os que puderem que colaborem.

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência


15 de Dezembro

- Dia Internacional da Pessoa com Deficiência -


A APPACDM de Vila Nova de Gaia, a APPDA - Norte e a CERCIGaia convidam a participar nas Comemorações do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, a realizar-se no próximo dia 15 de dezembro de 2019, pelas 16 horas, no Auditório Municipal de Gaia (Rua do Moçambique).  

A receita do evento reverte a favor daquelas 3 instituições.   

Direitos Humanos


OS DIREITOS HUMANOS

Foi a 10 de dezembro de 1948 que a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou a Declaração Universal dos Direitos do Homem. Esta declaração é um documento que tem por objetivo promover a paz e os valores de liberdade, igualdade e justiça.
A Declaração Universal dos Direitos do Homem foi a forma encontrada para proteger os direitos fundamentais de todas as pessoas e garantir que a dignidade humana de toda a gente era respeitada, depois do fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. A criação desse documento foi uma resposta às crueldades realizadas durante a Segunda Guerra Mundial. Milhares de pessoas inocentes morreram. Na assinatura da DUDH, diversos países comprometeram-se a realizar um esforço para eliminar todas as formas que desrespeitam esses direitos.
O princípio básico da Declaração está escrito logo no início: “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos”. Baseada neste princípio, o documento proíbe a escravidão, a tortura e todas as formas de discriminação e violência.
Desde sua adoção até hoje, a DUDH foi traduzida em mais de 360 idiomas  (o documento mais traduzido do mundo) e inspirou as constituições de muitos países.
Os direitos humanos são, então, os direitos básicos que todos os cidadãos merecem ter e que todos os países do mundo devem respeitar. Apesar disso, ainda hoje, há muitas zonas do planeta onde a Declaração Universal dos Direitos do Homem não está a ser cumprida (basta pensar nos cenários de guerra, de exploração ou de discriminação que vemos todos os dias nas notícias).
O organismo da lei internacional dos direitos humanos continua a evoluir para tratar das questões, tais como: os direitos das pessoas idosas, o direito à verdade, um ambiente limpo, água,  saneamento e comida, itens essenciais para o desenvolvimento sustentável.
Na minha opinião, a Declaração Universal dos Direitos Humanos é muito importante, dado que pretende garantir a liberdade e igualdade de todos os seres humanos.

Miguel Raposo
7.º C - N.º 22
Escola Básica Soares dos Reis